Acompanhamento Terapêutico Infantil

O Acompanhante Terapêutico (AT) é um profissional que atua no cuidado psíquico de maneira diferente do tradicional, pois participa dos espaços e atividades cotidianas da pessoa acompanhada para oferecer suporte e acolhimento necessários ao enfrentamento, compreensão e alívio de seu sofrimento. O AT atua ali mesmo onde a vida acontece, trabalhando para que sua presença ofereça apoio e segurança, ajudando a pessoa acompanhada a organizar seu cotidiano e seus objetivos, identificando os limites que o sofrimento emocional pode trazer para sua vida no momento e nos lugares em que acontecem, intervindo para que a pessoa possa criar estratégias para o desenvolvimento de sua autonomia.

A intervenção do AT busca não só o campo externo, mas também o lar/domicílio e o local de trabalho. A casa, assim como a rua, vêm sendo destacadas como áreas de reflexão privilegiadas em saúde coletiva.

A importância do AT na infância se mostra no sentido de que o profissional precisa estar no ritmo que a criança dispõe a explorar os locais, mostrando lugares invisíveis aos olhares adultos, isto significa estar muitas vezes com a criança nos processos de inclusão, no percurso escolar, especialmente na luta pelo cuidado do melhor tratamento durante o desenvolvimento infantil, e principalmente contra a exclusão de crianças com transtornos mentais graves e com deficiência (ainda que tenha ocorrido tardiamente). A clínica ampliada é fortemente compromissada com o tema da inclusão social.

O AT pode ser solicitado para acompanhar as crianças nas residências e até nas escolas, sendo assim, esse profissional tem como principal possibilidade o auxílio na escolarização de crianças com transtornos graves, e contribuir com a criança no desdobramento de seu universo imaginário e na constituição de laços sociais.

O acompanhamento terapêutico pode ser feito onde a pessoa quiser e puder: nas tarefas do dia-a-dia, na prática de esportes, em passeios, ou mesmo na sua casa. As estratégias de tratamento serão pensadas junto com a pessoa acompanhada e com sua família, assim como o profissional AT trabalha em conjunto com outros profissionais, como o psicólogo, o psiquiatra, o terapeuta ocupacional, etc, nos moldes de um projeto terapêutico singular.
×
Olá, Qualquer Dúvida estamos a disposição para te responder